Paranautas.com - ideias, acoes e debates em prol do grande Parana Clube

Paiêro véio

Henrique Ventura

Publicado em: 11/12/2016 - 11:04

2016 foi mais um ano daqueles, né? Esboçamos no começo do ano a chance de ter alguma alegria, mas conforme os meses foram se desenrolando, foi decepção sobre decepção, com direito até a atraso de salários. Para finalizar, aquele acidente horrível com a Chapecoense e o desencarne de nosso ídolo Caio Junior (a propósito, aceito sugestão dos amigos e leitores para tatuagens em homenagem ao responsável pela nossa última alegria até aqui).

Para o matuto, da vida simples no campo, adepto de um cigarrinho artesanal (sem psicotrópicos de quatro radicais de hidrocarboneto alcoólico associados a moléculas cíclicas, se é que me entendem, Leia-se o "não suspeito"), bom mesmo é bolar aquele "paiêro" com o fumo novo, fresco e pronto para ser acendido e "pitado". Conforme o artefato vai sendo consumido, apagado e reacendido, vai perdendo a graça para nosso folclórico caipira, e o cigarro de palha, em seu final, é fumado apenas por hábito, "obrigação", sem muita graça e até com certo fastio. E é como o futebol ficou para mim neste final de ano.

Até as notícias do Tricolor tem ficado mais vazias, o tesão em buscá-las parece reduzido. Para acomapanhar futebol, restou a torcida para o Internacional ser rebaixado e vingar, de certo modo, a sacanagem de 2008 e pelo Atletico Nacional de Medellin faturar o título mundial de clubes, após a sensacional demonstração de altruísmo e solidariedade demonstrada pelos colombianos após a tragédia aeronáutica que nos comoveu nas últimas duas semanas. Até secar os poodles para não irem à Libertadores perdeu a graça.

Espero que esse desânimo assolador e repentino esteja servindo como um resguardo, uma recuperação de energia para vivermos fortes emoções positivas no ano que vem. Que possamos ser o matuto que tem palha e fumo novos e fresquinhos para 2017, sem deixar apagar o palheiro.

Na coluna da semana que vem tentarei puxar alguma inspiração para, no aniversário de 27 anos do Paraná Clube, fazer um manifesto sobre nossas ambições.

Vejo você na Vila!

Henrique Ventura (domingo)
Médico Veterinário de 29 anos, descendente e propagador de uma enorme linhagem de paranistas. Entusiasta da igualdade entre tricolores e crítico dos vícios históricos do clube. Sabe que dias melhores virão para o Paraná Clube.
henriqueven@gmail.com

Henrique Ventura

Colunista da Paranautas aos sábados. Médico Veterinário de 29 anos, descendente e propagador de uma enorme linhagem de Paranistas. Entusiasta da igualdade entre tricolores e crítico dos vícios históricos do clube. Sabe que dias melhores virão para o Paraná Clube. Eventualmente, às segundas-feiras, contribui com as colunas "Cuidando da segunda pele", sobre as camisas do Tricolor.

Twitter: @henventura

henriqueven@gmail.com



LOJA OFICIAL

PARANAUTAS TV

CLASSIFICADOS PARANAUTAS

ENQUETE

Quem foi o maior treinador da história Paranista?

 

Processando...


Parcial
Enquetes Anteriores

ÚLTIMAS DO CLUBE NA IMPRENSA

GALERIA DE FOTOS

TÚNEL DO TEMPO - O QUE ACONTECEU NA HISTÓRIA DO CLUBE

03/03/2002 - Reinauguração do Estádio Pinheirão. Mais de 35 mil pessoas viram a vitória por 3x2 diante do Internacional.

04/03/1990 - Primeira vitória da história do Paraná diante do Toledo (3x0).

06/03/1993 - Gralak cobra lateral e faz o segundo gol do Paraná contra o Umuarama.

13/03/1991 - Primeira partida e primeiro gol do atacante Saulo com a camisa do Paraná Clube contra o Criciúma (SC).

14/03/2007 - Paraná perde para o Flamengo jogando na Vila Capanema. Souza acerta um chute em João Vitor, que quebra o braço.

21/03/2007 - Jogando no Maracanã o Flamengo vence novamente por 1x0. Gol de Souza.

28/03/1999 - Diante do Atlético-PR, Régis defende duas penalidades e o Paraná conquista vaga na final da Copa Sul.