Paranautas.com - ideias, acoes e debates em prol do grande Parana Clube

Um sentimento chamado PARANISMO

Carla Eloiza

Publicado em: 10/04/2017 - 14:41

 

Mas, afinal de contas, o que é esse tal de Paranismo?
Acredito que para cada pessoa tenha um significado diferente, mas presencio muitos exemplos e graças a Deus fui privilegiada por um deles no primeiro jogo em casa contra o Cap. Para quem não sabe, publiquei num grupo do facebook se alguém poderia me dar uma carona ali da rua Getúlio Vargas até a Vila, já que o jogo começaria tarde e eu teria que descer sozinha numa região mais próxima ao "fim da rua". Prontamente fui respondida e cheguei sã e salva para assistir mais uma vitória tricolor! E eu sei, apesar dos comentários de que o motivo foi eu ser mulher, sei que foi PARANISMO PURO!
E têm vários outros exemplos, como a campanha "Juntos pelo Arthur", que reuniu até os times adversários. A história da Itauana do "Quem disse que eu não posso?", que foi acolhida pela torcida, pelo time e pelo clube como um todo, pois demonstra o verdadeiro amor pelo nosso tricolor. 
Isso é PARANISMO! É uma forma de altruísmo! É publicar um tópico para "Carona solidária"; é oferecer um ingresso para alguém que esteja desprovido financeiramente no momento; é devolver uma chave, um documento, uma carteira perdida; é ceder a vez na fila ou no estacionamento; é buzinar ou gritar "É Tricolor" ao ver alguém com a camisa do time. É ir ao jogo com cilindro de oxigênio, de muletas, cadeira de rodas, com dor no ombro e quadril (e aqui vai um abraço para meus médicos, inclusive um deles é paranista). 
É ter mais de 70 anos e usar bengala para subir as escadas da Reta ou Curva e sentar "confortavelmente" no cimento ao lado de todos.
É abrir a casa para os parceiros/as que não têm tv a cabo pra acompanhar os jogos de fora; é ser voluntário pra ajudar o clube como na campanha "Eu vou estar lá"; é pagar o Sócio mesmo com o orçamento apertado ou guardar uma grana para o ingresso. É respeitar quem veste outra camisa, mas saber que jamais entenderão o que é torcer pelo Tricolor da Vila!
É perder uma partida e ainda assim continuar cantando, apoiando, de cabeça erguida. Entender que futebol é um esporte, mas que o Paraná Clube vai além, e por isso o resultado no placar não nos cala e nem diminui nosso orgulho.
É defender o nome, a história, as cores, a camisa, contra ataques de adversários e até mesmo daqueles que se dizem torcedores... Porque alguns "cornetam" no intuito de ajudar, opinar pra um crescimento. Já outros, falam sem saber a real situação, desmotivam os outros... São "gralhas" no sentido pejorativo! 
Mas o Paranismo está aí para nos salvar desse pessimismo.
O Paranismo é um sentimento, uma forma de ser e agir, uma atitude positiva em prol do próximo, do clube e de nós mesmos. 
Por um mundo com mais "Paranismo" entre as pessoas de todas as torcidas, com mais rivalidade dentro de campo e respeito fora dele!

Mas, afinal de contas, o que é esse tal de Paranismo?

Acredito que para cada pessoa tenha um significado diferente, mas presencio muitos exemplos e graças a Deus fui privilegiada por um deles no primeiro jogo em casa contra o CAP.

Para quem não sabe, publiquei num grupo do facebook se alguém poderia me dar uma carona ali da rua Getúlio Vargas até a Vila, já que o jogo começaria tarde e eu teria que descer sozinha numa região mais próxima ao "fim da rua". Prontamente fui respondida e cheguei sã e salva para assistir mais uma vitória tricolor! E eu sei, apesar dos comentários de que o motivo foi eu ser mulher, sei que foi PARANISMO PURO!

E têm vários outros exemplos, como a campanha "Juntos pelo Arthur", que reuniu até os times adversários. A história da Itauana do "Quem disse que eu não posso?", que foi acolhida pela torcida, pelo time e pelo clube como um todo, pois demonstra o verdadeiro amor pelo nosso tricolor. Isso é PARANISMO! É uma forma de altruísmo! É publicar um tópico para "Carona solidária"; é oferecer um ingresso para alguém que esteja desprovido financeiramente no momento; é devolver uma chave, um documento, uma carteira perdida; é ceder a vez na fila ou no estacionamento; é buzinar ou gritar "É Tricolor" ao ver alguém com a camisa do time. É ir ao jogo com cilindro de oxigênio, de muletas, cadeira de rodas, com dor no ombro e quadril (e aqui vai um abraço para meus médicos, inclusive um deles é paranista). É ter mais de 70 anos e usar bengala para subir as escadas da Reta ou Curva e sentar "confortavelmente" no cimento ao lado de todos.

É abrir a casa para os parceiros/as que não têm tv a cabo pra acompanhar os jogos de fora; é ser voluntário pra ajudar o clube como na campanha "Eu vou estar lá"; é pagar o Sócio mesmo com o orçamento apertado ou guardar uma grana para o ingresso. É respeitar quem veste outra camisa, mas saber que jamais entenderão o que é torcer pelo Tricolor da Vila!

É perder uma partida e ainda assim continuar cantando, apoiando, de cabeça erguida. Entender que futebol é um esporte, mas que o Paraná Clube vai além, e por isso o resultado no placar não nos cala e nem diminui nosso orgulho.

É defender o nome, a história, as cores, a camisa, contra ataques de adversários e até mesmo daqueles que se dizem torcedores... Porque alguns "cornetam" no intuito de ajudar, opinar pra um crescimento. Já outros, falam sem saber a real situação, desmotivam os outros... São "gralhas" no sentido pejorativo! Mas o Paranismo está aí para nos salvar desse pessimismo.

O Paranismo é um sentimento, uma forma de ser e agir, uma atitude positiva em prol do próximo, do clube e de nós mesmos. Por um mundo com mais "Paranismo" entre as pessoas de todas as torcidas, com mais rivalidade dentro de campo e respeito fora dele!

 

Carla Eloiza, 29 anos. Mãe da Luiza, 5 anos.

Téc. de enfermagem temporariamente afastada por cirurgia mal sucedida.

E-mail: carlae_lk@hotmail.com



LOJA OFICIAL

PARANAUTAS TV

CLASSIFICADOS PARANAUTAS

ENQUETE

Você manteria o Matheus Costa como técnico?

 

Processando...


Parcial
Enquetes Anteriores

ÚLTIMAS DO CLUBE NA IMPRENSA

GALERIA DE FOTOS

TÚNEL DO TEMPO - O QUE ACONTECEU NA HISTÓRIA DO CLUBE

03/11/1999 - Na partida de volta na Argentina, o San Lorenzo venceu por 2x1. Com o resultado, a partida foi para os pênaltis. Como o goleiro Marcos havia sido expulso aos 44 do 2° tempo, o centroavante Flávio foi para o gol, defendendo 3 penalidades máximas e garantindo a classificação para a próxima fase.

05/11/2000 - Na semifinal, diante do Remo, fora de casa, mais de 55 mil torcedores lotaram o Mangueirão. Vitória paranista por 2x1, gols de Flávio e Márcio.

09/11/1997 - Pela última rodada do Brasileirão, Paraná e São Paulo fazem jogaço e empatam por 4 a 4 no Morumbi.

12/11/1998 - O Paraná Clube vence a equipe do Flamengo (RJ) na última rodada do campeoanto brasileiro por 2 a 1 e permanece na 1ª divisão em 1999.

13/11/2000 - Primeira partida da final do módulo amarelo. Empate na Vila Capanema pelo placar de 1x1.

18/11/2000 - Paraná Clube é campeão da Série B, diante do São Caetano. Gols de André, Reinaldo e Fredson.

20/11/1996 - O Paraná Clube vence a equipe do Santos (SP) por 3 a 0 e o segundo gol paranista foi marcado pelo goleiro Régis, cobrando uma penalidade máxima.