Paranautas.com - ideias, acoes e debates em prol do grande Parana Clube

Contagem regressiva

Henrique Ventura

Publicado em: 14/05/2017 - 01:01

A exemplo de 2016, tivemos um início de ano acima das expectativas para um clube como o nosso, que tem recursos escassos e bloqueados, 10 anos sem título e que conta com a "ajuda" de alguns erros históricos da diretoria, não importa a gestão. O início fulminante e consistente de campeonato estadual foi interrompido bruscamente novamente por detalhes. A diferença é que em 2016 o time já apresentava um declínio nítido e em 2017 a consistência vinha sendo regular, com o bonus dos bons resultados na Copa do Brasil.

Mas, insatisfeito com o golpe duro de uma nova eliminação para os poodles, nas quartas de final em que em 180 minutos o time dos caras deu dois chutes a gol, o destino ainda pregou mais uma peça. Wagner Lopes recebeu uma merecida proposta do Albirex Niigata, do Japão, e o Paraná viu-se obrigado a tentar buscar alguém com perfil semelhante. Confiando nos acertos recentes de Rodrigo Pastana, o Paraná Clube trouxe Christian de Souza, treinador com pouca rodagem e com uma carreira tímida no futebol. A única semelhança com o ex-atacante da seleção japonesa, a princípio, parece ser o perfil acadêmico do treineiro. De resto, é um tanto quanto diferente, mas nos resta confiar de que tudo possa dar certo. Além de tudo isso, ainda perdemos Airton e Diego Tavares - dois jogadores extremamente uteis nesse começo de temporada, curiosamente dois dos principais responsáveis pela classificação às oitavas de final da Copa do Brasil - para o Avaí.

Estes são pontos que nos dão um choque de realidade. Não se trata de lamentar, reclamar ou apontar o dedo a feridas. Mas sim de mostrar qual deve ser nosso foco principal na temporada: fazer uma série B segura e que permita, lá por setembro ou outubro, já começar a planejar o ano seguinte, desde o quesito financeiro até a montagem de um elenco com entrosamento de mais longa data.

É claro que se houver a chance de disputarmos o acesso devemos brigar por isso. Mas friso que o foco principal é, antes de tudo, ajeitar a casa e evitar que a situação piore com uma (BATE NA MADEIRA!!!!) eventual queda à série C. Primeiro equalizamos receitas e despesas, nos planejamos, controlamos firmemente as dívidas, tornamos o clube administrável a médio e longo prazo, chamamos o torcedor para fortalecer o vínculo independente de resultado e buscamos o quanto antes a pontuação necessária para escapar do rebaixamento. Depois, se ainda houver tempo e condições, passamos a trucar em busca da briga pelo acesso.

Para o primeiro e principal objetivo, depois do empate de ontem, faltam 44 pontos. É urgente que a torcida compreenda nosso momento, que ainda é dramático, e compre essa briga, ciente das consequencias.

Próximos capítulos

O dia das mães é hoje (Alô, mãe!! Feliz dia das mães! Obrigado por também ser uma companheirona de vida e de arquibancada!), mas prometo, se tudo der certo, na próxima coluna escrever sobre por que motivos incentivar os filhos a serem paranistas é mais que uma questão de escolha, mas principalmente de caráter e de aprendizado para a vida.

Vejo você na Vila!

Henrique Ventura (domingo)
Médico Veterinário de 29 anos, descendente e propagador de uma enorme linhagem de paranistas. Entusiasta da igualdade entre tricolores e crítico dos vícios históricos do clube. Sabe que dias melhores virão para o Paraná Clube.
henriqueven@gmail.com

Henrique Ventura

Colunista da Paranautas aos sábados. Médico Veterinário de 29 anos, descendente e propagador de uma enorme linhagem de Paranistas. Entusiasta da igualdade entre tricolores e crítico dos vícios históricos do clube. Sabe que dias melhores virão para o Paraná Clube. Eventualmente, às segundas-feiras, contribui com as colunas "Cuidando da segunda pele", sobre as camisas do Tricolor.

Twitter: @henventura

henriqueven@gmail.com



LOJA OFICIAL

PARANAUTAS TV

CLASSIFICADOS PARANAUTAS

ENQUETE

Você manteria o Matheus Costa como técnico?

 

Processando...


Parcial
Enquetes Anteriores

ÚLTIMAS DO CLUBE NA IMPRENSA

GALERIA DE FOTOS

TÚNEL DO TEMPO - O QUE ACONTECEU NA HISTÓRIA DO CLUBE

03/11/1999 - Na partida de volta na Argentina, o San Lorenzo venceu por 2x1. Com o resultado, a partida foi para os pênaltis. Como o goleiro Marcos havia sido expulso aos 44 do 2° tempo, o centroavante Flávio foi para o gol, defendendo 3 penalidades máximas e garantindo a classificação para a próxima fase.

05/11/2000 - Na semifinal, diante do Remo, fora de casa, mais de 55 mil torcedores lotaram o Mangueirão. Vitória paranista por 2x1, gols de Flávio e Márcio.

09/11/1997 - Pela última rodada do Brasileirão, Paraná e São Paulo fazem jogaço e empatam por 4 a 4 no Morumbi.

12/11/1998 - O Paraná Clube vence a equipe do Flamengo (RJ) na última rodada do campeoanto brasileiro por 2 a 1 e permanece na 1ª divisão em 1999.

13/11/2000 - Primeira partida da final do módulo amarelo. Empate na Vila Capanema pelo placar de 1x1.

18/11/2000 - Paraná Clube é campeão da Série B, diante do São Caetano. Gols de André, Reinaldo e Fredson.

20/11/1996 - O Paraná Clube vence a equipe do Santos (SP) por 3 a 0 e o segundo gol paranista foi marcado pelo goleiro Régis, cobrando uma penalidade máxima.