Paranautas.com - ideias, acoes e debates em prol do grande Parana Clube

20 anos do Penta

Em 1997, Paraná Clube torna-se pentacampeão do campeonato paranaense com menos de 10 anos de existência

Publicado em 08/06/2017 - 11:16

Por Guilherme Almeida

O ano de 2017 é especial para o Paraná Clube e toda nação Paranista. Há 20 anos, no dia 8 de Junho de 1997, em uma Vila Olímpica do Boqueirão completamente lotada, com direito a quebra de recorde (17.926 pagantes), o Paraná derrotava o União Bandeirante por 3-0, com gols dos ídolos Ricardinho e do eterno Caio Júnior (2) e tornava-se pentacampeão paranaense do estado. A Paranautas preparou um especial para a nação Paranista recordar esta conquista especial.

A campanha

O Paraná disputou 25 jogos em toda a campanha do pentacampeonato. E os números mostram o porquê da hegemonia no estado na década de 90. Foram 19 vitórias, 4 empates e apenas 2 derrotas, com 62 gols pró e apenas 19 contra (saldo positivo de 43 gols), totalizando ao todo 84% de aproveitamento em toda a competição. Uma campanha soberana e indiscutível.

O campeonato

O Campeonato Paranaense em 1997 teve duração de janeiro a junho e contou com 21 equipes divididas em dois grupos: A e B. O Tricolor, juntamente com outros 11 times, estava no grupo A que também contava com Coritiba, Atlético e Londrina.  Deste grupo, seis equipes avançariam para o octogonal final, enquanto no grupo B que contava, entre outros, com Iraty, Apucarana e Platinense, duas equipes avançariam para a fase decisiva da competição.

O Paraná estreou no campeonato em casa, empatando em 1 a 1 com o Paranavaí, no dia 25 de janeiro. O gol foi marcado por Osmar. Quatro dias depois, o Tricolor recebeu o União Bandeirante e aplicou uma goleada histórica por 7 a 0, com gols de Ricardinho, Claudinho (2), Osmar, Flávio, Roger e Tico, que fazia sua primeira partida como profissional.

O Tricolor obteve mais duas vitórias em sequência (2 a 0 Francisco Beltrão fora de casa e 4-1 Batel em casa). A primeira derrota no campeonato aconteceu na quinta rodada, no clássico contra o Atlético, que venceu por 3 a 1.

A reação não tardou e, na rodada seguinte, nova vitória, desta vez frente ao Maringá, por 3-0. Nesta partida, o arqueiro tricolor, Régis, cobrando pênalti, marcou o seu primeiro gol como profissional.

O Tricolor emplacou mais uma série de resultados positivos, contra Toledo (2 a 0 fora de casa); Londrina (3 a 0 fora de casa) e no clássico frente ao Coritiba (5 a 3), com gols de Ricardinho (2), Ageu, Reginaldo Vital e Osmar.

Na penúltima rodada da primeira fase, o Tricolor empatou com o Matsubara por 1 a 1. Na derradeira rodada, o Paraná foi até Paranaguá e aplicou mais uma goleada na competição. 4 a 1 para cima do Rio Branco.

Ao fim da primeira fase do certame, o Paraná ficou na 3ª posição, com 8 vitórias, 2 empates e somente uma derrota.

No octogonal final o Tricolor foi soberano do início ao fim. No primeiro jogo, frente ao Apucarana, fora de casa, o Tricolor venceu por 3 a 1. Foram mais duas vitórias em sequência, contra Iraty por 4 a 1 e no clássico diante do Atlético, vencido por 1 a 0.

Na quarta rodada, o Tricolor foi até o sudoeste do estado e empatou com o Francisco Beltrão, por 1 a 1.  Outra goleada ocorreu na quinta rodada, quando o Paraná fez 5-1 no Matsubara, em casa.

O clássico contra o Coritiba representou aquela que foi a segunda e última derrota do Tricolor em toda a competição. Em tarde infeliz do Paraná, os alviverdes saíram com a vitória por 2 a 0. A recuperação não demorou a vir, e na última rodada do primeiro turno do octogonal final, mais uma vitória contra o União Bandeirante, por 3 a 1. Essa primeira parte terminou com Paraná e Coritiba empatados na liderança, ambos com 16 pontos conquistados.

Na nona rodada, veio o último jogo no qual o Paraná não saiu de campo com os três pontos. Igualdade de 1 a 1 contra o Apucarana. Depois disso, uma arrancada de seis jogos com 100% de aproveitamento, até a conquista ser confirmada.

O Tricolor venceu em sequência Iraty (2 a 0 fora de casa); Atlético (2 a 1); Francisco Beltrão (1 a 0 em casa) e Matsubara (1 a 0 fora de casa).

Faltavam mais dois jogos. Uma vitória no Paratiba deixaria o Paraná muito próximo do penta. O time alviverde queria acabar com a “freguesia” no clássico. Mas, o Tricolor novamente foi algoz e protagonista.

Diante de um Pinheirão com mais de 15 mil pessoas, o Paraná não tomou conhecimento e venceu por 3 a 0, com gols de Lamônica aos 46 da primeira etapa, Denilson aos 19 e Claudinho, fechando o caixão alviverde, aos 42 da segunda etapa. Ainda faltava um ponto para a confirmação matemática, mas, após o jogo, a torcida Tricolor já soltava o grito de campeão, com a certeza de que a conquista viria.

Paraná pentacampeão paranaense

Até que chegou o grande dia. 8 de Junho de 1997, um domingo ensolarado e uma Vila Olímpica abarrotada com mais de 17 mil pessoas, prontas para ver o Tricolor novamente campeão. O jogo era contra o União Bandeirante, sem chances de ser campeão, mas querendo jogar “água no chopp” Tricolor.

O Paraná não demorou muito para colocar uma mão na taça. Logo aos três minutos de jogo, Ricardinho recebe passe de Sidnei na entrada da área e faz o primeiro gol. Os visitantes pouco ameaçavam, e o Tricolor dominava as ações. Aos 41 minutos Caio Júnior recebeu, dominou e fuzilou. 2-0 e fim de primeiro tempo.

Cada vez mais perto do título, o Paraná liquidou a fatura aos cinco da etapa final. Caio Júnior, sempre ele, recebeu dentro da área e bateu de canhota, fazendo o terceiro gol da partida. Ainda deu tempo de Caio ser substituído para ser aplaudido e reverenciado pela torcida. Aí foi só esperar o apito do juiz para a torcida Paranista invadir o gramado da Vila Olímpica e comemorar a plenos pulmões. Paraná, pentacampeão paranaense de 1997.

 

Ficha técnica

 

Paraná- Régis, Denílson, Ageu, Fabiano, e Wendell; Sidnei, Reginaldo, Osmar e Ricardinho; Mazinho Loyola (Claudinho) e Caio Júnior. Técnico: Rubens Minelli.

Gols: Ricardinho aos 3 do primeiro, Caio Jr aos 41 do primeiro e aos 5 do segundo tempo.

Paraná 3 x 0 União Bandeirante

Departamento de Comunicação - Paranautas.com



LOJA OFICIAL

PARANAUTAS TV

CLASSIFICADOS PARANAUTAS

ENQUETE

Você manteria o Matheus Costa como técnico?

 

Processando...


Parcial
Enquetes Anteriores

ÚLTIMAS DO CLUBE NA IMPRENSA

GALERIA DE FOTOS

TÚNEL DO TEMPO - O QUE ACONTECEU NA HISTÓRIA DO CLUBE

02/12/2007 - Após perde para o Vasco da Gama em São Januário por 3x0, Paraná é rebaixado para a segunda divisão do Campenato Brasileiro.

03/12/2006 - Com um empate pelo placar de 0x0, Paraná Clube conquista vaga na Libertadores da América 2007.

08/12/1991 - Primeiro título da história (Paraná Clube 1 x 1 Coritiba, gol de Ednelson).

09/12/2000 - Paraná Clube derrota o Vasco por 1x0 mas é eliminado nas quartas-de-final do torneio. No primeiro jogo havia sido derrotado pelo placar de 3x1.

13/12/2003 - Paraná Clube vence vitória por 2 a 0 no Pinheirão e garante classificação na Copa Sul Americana de 2004. Renaldo termina como vice-artilheiro (30 gols).

19/12/1989 - Aniversário do Paraná Clube

19/12/1928 - Aniversário do Rubens Minelli, primeiro treinador da história.

28/12/1969 - Aniversário do Maurílio.